Uncategorized

As aventuras de Dani Collins#4

cropped-fotor0830234201

1.4. O caminho de Amadeus

Concerteza eu estava passando pela noite  mais longa da minha vida, vira e revirava no colchão. Não conseguia parar de pensar naquela foto. Como mamãe poderia ter conhecido aquele homem. Ela viu varias vezes minhas pinturas e nunca falou nada que reconhecia os olhos daquele homem. Pela primeira vez na minha vida estava desconfiando de mamãe e o pior é que ela nem estava mais ali para eu perguntar. Meus olhos estavam pesados mas o sono não vinha decidi apenas fecha-los e esperar.

– Que saudades mamãe se eu pudesse ao menos…. espere o que é isso.

Um barulho extremamente alto como um trovão veio da loja, passei pelo quarto de papai e ele ainda estava dormindo como se nada estivesse acontecendo. Fui devagar ate a porta armada com um guarda-chuva, primeira coisa que vi na escuridao. Pé ante pé me aproximei da porta aparentemente estava tudo calmo, coloquei a mão na maçaneta para abri-la e mais um vez aquele barulho e o chão começou a tremer uma luz muito forte veio de baixo da porta.

– Meu Deus o que esta acontecendo?

dei alguns passos para tras me apoiando na parece todo o chão parecia estar se abrindo mas a anos não haviam terremotos naquela pacata cidade derepente a porta abriu como se um furacão estivesse a caminho e a luz dominou toda a sala, queria fugir mas meus pes não obedeciam simplesmente fiquei ali parada, sem gritar sem falar sem correr, apenas senti meu corpo amolecer e aos poucos cair. Me senti caindo eternamente.

Ao abrir meus olhos que se acostumavam aos poucos com a luz do dia pude ver aos poucos um ceu azul sem nuvens estava deitada no chão ou melhor na grama levantei aos poucos segurando a cabeça a dor de cabeça era horrivel.

– Aonde estou? Papai? Oi? Alguem, porfavor… alguem?

Con certeza eu não estava em casa. Era uma especia de rua de terra a minha frente e no chão aonde estava deitada havia um circulo de grama em geral parecia tudo normal a nao ser que eu não estava em casa e simplesmente era de dia.

– Droga – estava tudo deserto a não ser… – Espere – algo se aproximava de mim pelo caminho de terra – Oi tudo bem? Meu nome é Dani acho que estou perdida. poderia me ajudar? Oiii? – comecei a me assustar pois a sombra se aproximava de mim aos passos lentos e parecia cada vez menor, seria uma criança?

Fotor092011056

– Olá criança você esta perdida tambem? Oláa?

Ao se aproximar pude ver que não era uma criança, parecia mais um.. um.. anão. Mas um anão bem estranho. Decidi não demonstrar medo e voltei a questionar quando mais proximo ele chegava.

– Olá senhor tudo bem? Meu nome é Dani. Me desculpe mas estou perdida poderia me ajudar e que aconteceu algo estranho comigo e…

Só então parei e prestei atenção ele me olhava de um jeito peculiar curioso começou a me rodear e me olhar como a uma esperiencia.

-Bem senhor peço desculpas, mas porque esta me rodeando – aguarrei depressa o guarda chuva para o caso de precisar me defender.

-Ora Ora – disse o anão – então é você mesma, ou sera que não. Acho que é sim.. não não deve ser.

O Anão falava como se houvesse outra pessoa alem de mim na estrada me arrisquei e perguntei

– O senhor esta falando com quem?

– Ora você não sabe é? que estranho se fosse você mesma saberia não saberia. Con certeza saberia entao não é ela. Mas a aparencia é identica tem que ser ela esta escrito que seria nesta era que ela apareceria.

-Senhor poderia me dizer aonde estou.

-Esta vendo ela nem sabe onde esta. Definitivamente não é ela.

Ai Deus, pelo visto não vai sair nada coerente deste homenzinho perturbado que fala consigo mesmo. Segui o caminho pela estrada me afastando daquele anão e ele nem se quer percebeu que sai. A estrada estava calma estranhamente calma, o ceu estava azul e sem nenhuma nuvem, para todas as direções que olhasse só via grama somente aquele estradinha cordando aquele campo repleto de grama.

-Que droga aonde fui me meter. – resmunguei andando.

– Em Facere-credimus é claro.

Parei derepente, da onde vinha aquela voz. Não era a voz do louco anão da estrada. Virei e não havia ninguem. Realmente estava ficando louca.

– Isso é loucura, você esta louca e agora falando igual ao Anão da estrada Dani – falei comigo mesma.

-Pelo visto ja conheceu o Gab.

Mais uma vez olhei para traz e não havia ninguem olhei para todas as direção então olhei para cima e o sol ofuscou minha vista mas havia algo la uma manchinha preta vindo na minha direção.. rapido.. rapido.. rapido demais. Me abaixei institivamente e quando levantei a cabeça uma arvore simplesmente apareceu ali no meio da estrada de terra.

– Okay agora estou assustada… esta arvore não estava aqui a 1 segundo.

– Logico que estava vcê que não quis ver.

Lá estava no galho da arvore um corvo e por um instante achei que ele havia falado comigo.

– Muito bem Dani ta ficando cada vez melhor agora esta ouvindo o corvo falar..

– Escute aqui só porque você é uma Somniis não quer dizer que possa insutar minha intelectualidade insiando que sou um ser primitivo que não sabe se comunicar! – disse a ave num tão estranhamente ingles.

– Uou – dei uns passos atras e olhei novamente para a ave.. não é possivel.

– Você falou?

– Claro que eu falei sua bipede sem cultura.

– Ei olha la como me chama viu. Pronto agora estou para discutir com passaros falantes. Já sei! Isso é um sonho e só eu me esforçar que irei acordar. – fechei meus olhos e me esforçei ao maximo para acordar quando ouvi um pigarreio

-Arran. ei. ei Bipede isso não é um sonho sua boba.

Abri um dos olhos e la estava a ave no meio da estrada e não havia mais arvore.

– Oh droga.-na hora me sentei o choque era muito grande. – como… mas.. a arvora.. bem.. eu vi.. ela… ela…

– Acho que ficou muito tempo entre os bipedes e acabou pegando a burrice deles. Não sabe mesmo aonde esta menina?

– Não

– Bem para uma Somniis você é bem mal informada hein.

– Como você sabe meu apelido? – eu sei que é loucura conversar com um passar mas decidi ignorar em busca de respostas. – bem deixe pra la só me diga aonde estou e como faço para sair.

– Sair? porque iria querer sair de Facere-credimus o lugar mais fantastico dos 7 mundos.

– Aonde?

– Menina você bateu mesmo a cabeça hein. Mas ok vou explicar. Você esta e, Facere-credimus, 3º mundo mais populoso de todo cinturão.

– que cinturão?

– de orion ué?

– Cinturão de orion? mas mas…

– Não me interrompa… estava bem no centro do cinturão de orion e se você é uma visitante chegou em boa hora, pois hje é o dia de Credimus Somniis Dominus nosso rei regente de toda Terra Alta, o seu amiguinho anão é Gab e esta indo para a festa que é do outro lado.

– Eu não quero ir para festa alguma quer apenas ir para casa.

– Bem, estranho, todos os Somniis gostam de festejar.

– Olha aqui sua ave você vai me ajudar a sair daqui e pare de me chamar por esse apelido meu nome é Dani Collins

– Tudo bem tudo bem que geniozinho hein… bem senhorita Dani Collins se o caso é um retorno para sua terra de origem seja la qual planeta for de qualquer maneira você precisara de uma audiencia com o Rei Credimus e o Oraculo para orientação. Se alguem pode ajuda-la são eles.

O tom de esperteza daquela ave me irritava mas decidi cooperar afinal se haveria mais gente alguem poderia me ajudar talvez esse tal de Credimus sei la o que.

 – Muito bem ave, poderia me levar ate esse rei?

– Prontamente senhorinha, mas por gentileza me chame por meu nome.

Oh ceus uma ave cm sentimentos – então diga qual é seu nome?

– Amadeus, vigia das terras de Gramal, boemio, viajante e musico! Gostaria de ouvir uma canção enquanto andamos?

– Se você me ajudar a chegar em casa deixo ate fazer um show completo. mas vamos ok Amadeus.

– Agora sim melhorou. Vamos Dani Collins creio que sera muito revelador este encontro com o rei.

Se isso for um sonho uma hora ou outra vou acordar, se não for… o que estou dizendo é claro que é um sonho e um sonho extremamente irritante.

kkkkk

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s